Especialistas consideram que “não há” raças de cães perigosas

smiling-pit-bullRádio Renascença

Nota da Redação: Apesar de este texto já ter uns meses, decidimos reproduzi-lo agora porque contém informações relevantes para o caso do Zico. De facto, separar cães em raças mais e menos perigosas é um absurdo e uma lei que condena à morte cães que atacaram pessoas porque foram maltratados é cruel e nada faz para prevenir acidentes. O caso do Zico deverá servir para mudarmos a lei nº 315/2009, de forma a termos uma lei que possa proteger humanos e cães.

Um dos maiores especialistas mundiais em comportamento canino está em Portugal. O veterinário britânico Ian Dunbar participa num seminário de três dias que arranca esta sexta-feira no Auditório do Alto dos Moinhos.

Não espere que o seu cão cresça para o levar a uma escola de treino. O alerta é de um dos maiores especialistas mundiais em comportamento canino, o veterinário britânico Ian Dunbar.

“As pessoas pensam que se comprarem um cão de raça pura que ele vai ser perfeito. Pensam que vai crescer a saber todas as regras da casa, a gostar de pessoas e de outros cães, e não percebem que têm de socializá-lo e treiná-lo antes dos 3 meses. E o tempo passa depressa. Quanto mais velho o cachorro, mais tempo demora o treino. Por exemplo, se tivermos um cachorro de 3 meses que tem medo de pessoas, vai demorar uma hora ou uma semana, se já tiver 5 meses, o treino vai levar 3 meses, e se o cão já tiver 8 meses vai demorar 3 anos”, explica o especialista.

Mas este é apenas um dos muitos conselhos que Ian Dunbar vai deixar nos três dias de seminário, em Lisboa, explica Cláudia Estanislau, treinadora da escola de treino e comportamento de cães “ It´s all about dogs”.

“No primeiro dia ele irá falar sobre como se podem usar recompensas para reforçar comportamentos. No segundo dia sobre a prevenção de problemas comportamentais e no terceiro dia vai falar da estrutura social entre os cães.”

Ian Dunbar considera também que não faz sentido criar listagens de cães potencialmente perigosos: “Esse tipo de raciocínio é o mesmo que dizer que há determinadas nacionalidades de pessoas que são perigosas. Cães são cães! E basicamente os cachorros pequenos mordem mais, os cães maiores fazem mais estragos quando mordem e os cães mais velhos vão ficar cansados das pessoas se não forem socializados enquanto são cachorros. E é tão fácil socializar os cães para eles gostarem das pessoas, crianças, homens , estranhos. É triste que os donos não saibam que têm de fazer isto antes dos cães terem 3 meses“.

Caso contrário, corre-se o risco de criar um animal perigoso, alerta a treinadora Claudia Estanislau. “Quando uma pessoa adquire uma raça e ela não está incluída na tal lista, a pessoa pensa que o cão não é perigoso, então não vai fazer nada porque pensa que aquele animal nunca vai ser perigoso. Acho que devia existir uma lei que se baseasse em como podemos educar e treinar cães para que nenhum seja perigoso. Porque existem cães perigosos em todas as raças”, sublinha.

E se tivesse que recomendar um cão para exercer actividades treinadas de assistência num hospital de crianças, Ian Dunbar não tem dúvidas na raça: nada mais nada menos do que um “pitbull”.

“É preciso uma raça que tenha elasticidade. Um ‘pitbull’ é como uma bola de bowling, atiramos e ele diz: ‘Vamos fazer outra vez’. Tudo o que é preciso é um pouco de socialização e os ‘pitbull’ auto-socializam. Vêem uma pessoa e dizem: ‘Hey, sou um ‘pitbull’, prazer em conhecê-lo’. São facilmente socializáveis e são a raça mais fácil de treinar para que se mantenham calmos e controlados”, garante Ian Dunbar.

É que com um dono indicado podemos encontrar num “pitbull” a melhor raça de todas, acrescenta o especialista britânico em comportamento canino.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s