Multinacional desiste de recorrer contra resgate de cães de Green Hill

beagleANDA

Por Natalia Cesana

A Marshall Farm, proprietária americana do criadouro Green Hill, desistiu de recorrer contra o resgate dos beagles e de reaver os cães. O comunicado oficial exultou toda a Itália.

As famílias responsáveis pelos animais agora podem respirar um pouco mais aliviadas e ver se distanciar a nefasta hipótese de devolver os cães à multinacional de vivissecção. Os mais de 2.600 beagles apreendidos em julho passado permanecem com as famílias adotivas e, muito provavelmente, para sempre.

O motivo que fez a Marshall desistir de lutar para ter de volta os cachorros não é conhecido. Consciência de que eles não teriam chance? Vontade de diminuir a atenção da mídia no caso Green Hill? Possivelmente. Ao menos são estas as hipóteses aventadas pelas associações em defesa dos animais.

“Estamos felizes. Esta nova etapa do processo judicial confirma a validade do sequestro probatório dos beagles de Green Hill. Agora que venha o processo para punir os responsáveis e fechar definitivamente este criadouro da morte. O recuo da Marshall faz supor que a empresa finalmente entendeu que não havia nenhuma possibilidade de vencer”, comentou a Liga Antivivissecção (LAV).

“A renúncia da Marshall ao recurso é uma grande vitória para o movimento em defesa dos animais, sobretudo para os cães que, lembremos, graças ao sequestro e à concessão de tutela provisória conseguiram finalmente conhecer uma vida digna”, declarou a Entidade Nacional de Proteção Animal (ENPA).

“Nossa esperança é que as fases subsequentes do processo judicial deixem claro de uma vez por todas tudo que acontecia dentro deste criadouro, que uma vez individualizada as responsabilidades os autores dos crimes sejam punidos nos termos da lei e que Green Hill seja finalmente fechado. Também esperamos que o próximo Parlamento interprete a vontade da esmagadora maioria dos italianos proibindo de uma vez por todas a presença, em nosso país, de criadouros animais destinados à experimentação. Presumivelmente, a renúncia ao recurso e à restituição dos cães – como se fossem objetos – serve para tirar a atenção midiática sobre o caso. Mas as nossas manifestações não terminarão enquanto não obtivermos justiça para todos os animais destinados à morte em decorrência de um método nunca validado cientificamente”, finaliza o comunicado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s