Autarca de Darque indignado por freguesia receber tourada de Viana

DarquePorto Canal

O autarca de Darque, em Viana do Castelo, assumiu hoje “indignação” por aquela freguesia ter sido escolhida pela federação “Prótoiro” para a realização de uma tourada em agosto sem que a Junta fosse “tida nem achada”.

“A Junta de Freguesia não foi tida nem achada, ninguém nos disse nada e Darque não tem qualquer tradição de touradas. Ainda por cima, vão fazer a corrida num local como este, com uma estrada de acesso que é um cancro da nossa freguesia porque nem permite o cruzamento de duas viaturas”, afirmou à Lusa o presidente da Junta de Freguesia.

Joaquim Perre não esconde, por isso, a “indignação” com a situação, de que teve conhecimento pela Lusa, recordando que noutras circunstâncias a Junta é chamada a colaborar ou a dar opinião sobre a escolha de terrenos, embora sem qualquer poder vinculativo no licenciamento. Continuar a ler

Anúncios

Regresso das touradas a Viana previsto para a freguesia de Darque

tourada sangueNotícias ao Minuto

A apresentação deste pedido de instalação da arena nos serviços municipais daquela que, desde 2009, se assume como a primeira Câmara do país “antitouradas”, aconteceu esta tarde, com a “Prótoiro” a afirmar que o processo “reúne todas as condições legais” para ser deferido.

“Este pedido para o licenciamento é apenas da instalação da praça [uma arena amovível para 3.300 pessoas], que é único poder da Câmara, e que mesmo assim não é discricionário. Ou seja, se estiverem reunidas todas as condições legais, como é o caso, a Câmara não pode indeferir o pedido”, afirmou o dirigente da “Prótoiro”, Diogo Monteiro. Continuar a ler

Associação Animal prepara acção judicial contra tourada em Viana

antitouradaPúblico

A associação Animal, autora do texto da moção aprovada em 2009 pela Câmara de Viana do Castelo, que declarou o concelho antitouradas, informou ontem que vai, “logo que seja judicialmente possível”, avançar com acções para tentar impedir a Prótoiro de voltar a realizar uma corrida de touros na cidade.

Em declarações ao PÚBLICO, Rita Silva escusou-se a adiantar mais sobre as acções que estão a ser preparadas, “por uma questão de prudência”, mas reiterou que a Animal “tudo fará para manter Viana como cidade antitouradas”.

“Estamos em campo. Temos tudo pronto para agirmos no momento certo, que não é já. O caso de Viana é muito caro à Animal e tudo faremos para que se mantenha uma cidade antitouradas”, comentou. Continuar a ler

Animais de famílias carenciadas e sem-abrigo vão ser apoiados

cao gatoTVI

As famílias carenciadas e sem-abrigo, que vivem com animais de companhia e são apoiadas pela Associação CASA, vão receber ajuda para cuidar das necessidades básicas dos seus «melhores amigos», através de uma parceria de duas organizações.

O apoio resulta de uma parceria entre a Associação CASA Centro de Apoio ao Sem-Abrigo e a Associação Animais de Rua (AR), que se dedica à esterilização e proteção de animais em risco. Continuar a ler

Em estado terminal, co-criador de “Os Simpsons” doará toda sua fortuna para alimentar pessoas necessitadas com alimentação vegana e para a divulgação do veganismo

lisa vegetarianaVista-se

Uma lição de vida e a prova de que precisamos lutar pelos animais e também pelas pessoas

Admitindo ser um um paciente terminal de câncer de cólon, Sam Simon, que criou uma das séries de desenho animado mais famosas do mundo ao lado de Matt Groening, “Os Simpsons”, declarou que doará toda a sua fortuna para o combate à miséria e para ONGs que divulgam os Direitos Animais.

Todos os royalties que ganhou com a animação, avaliados em dezenas de milhões de dólares, serão transferidos para ONGs como a PETA e a Sea Shepherd. Para a Sea Shepherd, que trabalha na conservação dos oceanos, deve ser entregue um navio novo, atendendo a um pedido do capitão Paul Watson. Para a PETA, devem ser doados alguns milhões de dólares para a divulgação da filosofia de vida vegana em grandes meios de comunicação. Continuar a ler

Abaixo-assinado contra touradas em Viana já reúne 1 500 apoios

viana antitouradaI

A entrega das primeiras 1.500 assinaturas que constam deste documento, que defende os direitos dos animais contra as touradas, foram recebidas em mão, hoje, pelo presidente da autarquia

Vários habitantes de Viana do Castelo entregaram hoje ao presidente da Câmara local, simbolicamente, um abaixo-assinado já subscrito por mais de 1.500 pessoas e no qual se defende a proibição da realização de touradas no concelho.

A iniciativa de recolha de assinaturas para este documento, que vai continuar no terreno, está a cargo do movimento local “Viana Antitouradas” e arrancou, segundo disse hoje a porta-voz, há apenas cerca de 15 dias. Continuar a ler

Touradas. Uma tradição pelo país fora mas “sem margem de lucro”

tourada dinheiroI

Por Diogo Pombo

Viana do Castelo volta a viver a polémica à volta da proibição de uma tourada. O i foi à procura do impacto de um negócio que sempre dividiu mais do que uniu.

Às touradas por causa dos touros. O trocadilho é repetitivo e fácil de montar, mas ajuda a descrever uma guerra, que tem em Viana do Castelo a sua mais recente batalha. E logo no primeiro concelho do país a assumir-se como “antitouradas”: em 2009 aprovou uma declaração para obrigar qualquer organizador a pedir-lhe autorização para realizar um espectáculo com animais. Logo, uma tourada ou corrida de touros. Mas a Prótoiro (Federação Portuguesa das Associações Taurinas), pelo segundo ano consecutivo, resolveu, sem consultar a autarquia, agendar uma tourada para a cidade. No meio do finca-pé entre a autarquia de Viana do Castelo e a associação – que vai durar, pelo menos, até 18 de Agosto, data da corrida – está a logística de um negócio que já pode “ter os dias contados”. Continuar a ler