Casal descobre agressão de babá com ajuda do cachorro

0913_cao_matYahoo!

Um cão virou heroi após conseguir chamar a atenção de um casal na Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Após notar que o animal latia muito quando a babá Alexis Khan, de 22 anos, chegava perto de seu bebê de sete meses, o casal decidiu colocar um celular escondido no sofá para gravar a rotina da casa durante sua ausência.
A mulher trabalhava na casa de Benjamin e Jordan Hope há cinco meses cuidando do pequeno Finn. Nas gravações, era possível ouvir berros da funcionária, seguidos de choro do bebê e latidos do cão.

“Começamos a perceber que o cão ficava muito agressivo e protetor quando Alexis se aproximava de Finn. Quando ela chegava na porta ele já ficava alterado, chegando até a avançar nela algumas vezes”, disse Benjamin em entrevista à “WCSC”. Continuar a ler

Elefante órfão brinca jogando bola para labrador na Califórnia

daily-cao-elefante-amigos-1Terra

Parada sobre o dorso do seu amigo elefante, a labradora Bella aguarda pacientemente o momento em que a bolinha será jogada pela trompa do bicho. O elefante Bubbles, um órfão resgatado quando ainda era filhote, brinca frequentemente com a parceira canina em um parque dedicado à preservação da vida selvagem no Estado norte-americano da Califórnia. A improvável dupla se diverte nas águas da reserva instigada por treinadores. As informações são do Daily Mail.

“Eles adoram brincar juntos”, afirma Bhagavan Antle, diretor do parque onde ambos vivem. O rio é o lugar preferido desses animais, que são atendidos por uma iniciativa chamada The Rare Species Fund (fundo das espécies raras, em português). Continuar a ler

Duas novas espécies animais descobertas na Mata do Buçaco

morcegaloVisão

Duas novas espécies animais, um morcego e um pequeno mamífero, foram descobertas, nas últimas semanas, na Mata do Buçaco, por investigadores da Universidade de Aveiro (UA), informou hoje a fundação que gere aquele espaço natural.

De acordo com uma nota da Fundação Mata do Bussaco (FMB), os investigadores do departamento de Biologia da UA registaram “pela primeira vez” a presença do morcego-de-ferradura-mediterrânico, uma espécie em vias de extinção, e ainda o musaranho-de-água, “um mamífero sobre o qual existe muito pouca informação”.

O morcego-de-ferradura-mediterrânico está classificado no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal como “criticamente em perigo” e a mesma obra “atesta a raridade da espécie”, indicando, de acordo com a nota da FMB, que no território continental deverão existir menos de mil exemplares.

Animais são maltratados para produzir café mais caro do mundo

20130914091454159740eBBC

Uma reportagem da BBC flagrou cenas de crueldade com animais durante a produção de um tipo de café considerado o mais caro do mundo.

O Kopi Luwak, ou café de civeta, é feito a partir de grãos de café extraídos das fezes do civeta – um animal pequeno, de uma família de mamíferos carnívoros, com pelagem manchada e focinho pontiagudo, que vivem em palmeiras na Indonésia. Continuar a ler

Agressor de animal é mais propenso a cometer crime

cao tristeEstadão

Quem tem propensão à violência pode praticá-la tanto contra humanos como contra animais. Essa é uma das conclusões do estudo feito pelo chefe de operações da Polícia Militar Ambiental paulista, o capitão Marcelo Robis Nassaro. Ele analisou uma a uma as 643 autuações no Estado entre 2010 e 2012 por maus-tratos a animais para seu mestrado em Ciências de Segurança e Ordem Pública, defendido em março. O assunto virou livro, Maus Tratos Aos Animais e Violência Contra Pessoas, que ele lança na segunda-feira. Continuar a ler

Organização que resgata animais em perigo ajuda também crianças

gentle-barnG1

Nota da Redação: Santuários como este resgatam animais da indústria pecuária e permitem a visitantes aprender como são estes animais que a pecuária reduz à condição de mercadoria. Um exemplo de como o respeito pelos animais cria melhores pessoas.

A organização “The Gentle Barn”, que fica na cidade de Santa Clarita, norte de Los Angeles, nos Estados Unidos, abriga cerca de 170 animais resgatados. Mas a reabilitação de bichos que foram gravemente abusados e maltratados não é a única atividade do “celeiro”. Continuar a ler