Candidato do BE à Guarda quer centro para animais abandonados

blocoPorto Canal

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara da Guarda, Marco Loureiro, defendeu hoje o início da construção de um Centro de Acolhimento de Animais abandonados e a ampliação do atual Canil Municipal.

“Defendemos que seja iniciada a construção do prometido Centro de Acolhimento de Animais e no qual seja contemplado um espaço para as respetivas Associações de Animais. Relembramos que este projeto foi prometido há quatro anos pela atual Câmara Municipal [presidida pelo PS] e ficou na gaveta”, disse hoje o candidato do BE à agência Lusa, no final de uma visita às instalações do Canil Municipal da Guarda.

Marco Loureiro também observou a necessidade da ampliação do atual canil “e que seja de verdade constituído o Centro de Recolha Oficial de Animais [a nova designação do equipamento], com todas as especificações, como manda a lei”.

Antes da visita ao Canil Municipal, o candidato à presidência da autarquia da Guarda esteve reunido com as duas associações de defesa de animais do concelho – Associação Protetora dos Animais da Guarda QOASMi e A CASOTA – Associação Guardense de Proteção Animal -, tendo ficado a conhecer “mais profundamente a forma como trabalham, as suas dificuldades diárias e ao mesmo tempo perceber como melhorar a vida dos animais no concelho”.

No seguimento desses contactos, anunciou compromissos para a defesa dos animais que incluem a realização, “com mais periodicidade”, de campanhas de esterilização dos animais de rua.

Defendeu ainda que o horário de funcionamento do Canil Municipal “seja reformulado para que os interessados em adotar os animais possam ter acesso às instalações depois de saírem do seu local de trabalho”.

O candidato do BE também propõe a realização de uma campanha de sensibilização “pelo não abandono dos animais”, a desenvolver “em colaboração com as escolas”.

“Promover a adoção de um animal e mesmo a solidariedade que tem de existir entre todos os cidadãos para ajudar, quer com alimentos, quer com roupas, quer com outros materiais necessários ao bom funcionamento do Centro de Recolha Oficial de Animais”, é outra das ideias de Marco Loureiro.

A candidatura do BE considera que “uma cidade desenvolvida em pleno século XXI, não pode, de forma alguma, colocar de lado os direitos dos animais, pois o tempo da barbárie já acabou”.

Além de Marco Loureiro também concorrem à Câmara da Guarda, nas eleições do dia 29 de setembro, Álvaro Amaro (PSD/CDS), José Martins Igreja (PS), Mário Triunfante Martins (CDU), Eduardo Espírito Santo (PCTP/MRPP) e os independentes Virgílio Bento e Baltasar Lopes.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s