O racismo em nada ajuda a causa animal

porcosDa Redação

No Reino Unido, estalou uma polémica em torno da carne halal (preparada de acordo com regras específicas da religião muçulmana), no seguimento de publicações de tablóides a associar este tipo de carne à crueldade para com animais. A Animal Rights UK recorda na sua página de Facebook que a crueldade para com animais não é exclusiva de uma qualquer religião ou etnia, mas antes é inerente à própria produção de carne. Para ilustrar o argumento, partilharam um vídeo da Animal Aid, no qual é possível ver a realidade dos matadouros britânicos (conteúdo gráfico).

Como o vídeo mostra, a produção de carne depende de maus tratos contra os animais. Na indústria pecuária, enclausurar um animal numa gaiola pequena e sem condições de higiene, sujeitá-lo a todo o tipo de atos de violência e matá-lo de uma forma lenta e dolorosa é a regra e não a exceção. Prova disso é que a Animal Aid encontrou evidências de crueldade em oito de nove matadouros escolhidos aleatoriamente.

Citando a Animal Rights UK, se não quer contribuir para o sofrimento animal torne-se um/a vegano/a, não um/a racista.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s