Governo quer lançar concursos públicos para hipódromos com corridas de cavalo

Fonte: Flickr/Moyan Brenn

Fonte: Flickr/Moyan Brenn

RTP

Nota de Redação: Enquanto cada vez mais gente passa fome, os ricos e os seus representantes políticos divertem-se a encontrar novas formas de ganhar dinheiro com maus tratos a animais.

O secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, anunciou hoje que o Governo quer lançar concursos públicos para hipódromos onde se possam organizar apostas em corridas de cavalos.

“Prevê-se que seja possível conceder, através de concursos públicos, hipódromos onde se possam organizar apostas hípicas em Portugal”, disse hoje no Parlamento o governante.

Os deputados estão hoje a debater, em plenário, o novo quadro legal proposto pelo Governo para o jogo online, em que este propõe um “regime aberto, por licença, sem concessão de exclusivos”.

“Pretende-se ainda abranger, com a regulação a produzir, um espetro alargado de jogos – os jogos de casino, o póquer, os jogos de máquinas, o bingo, as apostas desportivas à cota e as apostas hípicas, quando disponibilizados online, bem como as apostas de base territorial -, com o intuito de reduzir eficazmente práticas ilícitas do jogo”, lê-se na proposta de lei do Governo que deu entrada no parlamento.

O pacote proposto pelo Executivo introduz ainda outras alterações, como a permissão para os casinos passarem a fazer publicidade.

No debate, houve praticamente unanimidade dos deputados face à necessidade de regularizar uma atividade que está à margem da lei, mas a oposição foi muito crítica quanto ao pouco tempo dado ao Parlamento para analisar e refletir sobre o novo quadro legal para o jogo online que o Executivo quer instituir.

Mariana Mortágua, do Bloco de Esquerda, considerou ainda que é preciso saber se este pacote legislativo, além de pôr dentro da lei uma atividade que não está, tem “subjacente jogo como atividade de negócio a desenvolver”.

“Por exemplo, apostas em cavalos não existem em Portugal. O Governo quer regularizar a atividade ou quer promover novos hábitos de jogo”, questionou, lembrando que já foi este Governo que promoveu a Fatura da Sorte.

“Vamos diferenciar o que é regulamentar de promover o jogo”, afirmou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s