Lince ibérico deixa de ser uma espécie “criticamente em perigo”

lincePúblico

Por Ricardo Garcia

Depois de quase uma década e meia na ribalta como o felino mais ameaçado do mundo, o lince ibérico deixou de ser considerado internacionalmente como um animal “criticamente em perigo”.

Ainda é uma espécie em risco de desaparecer do planeta. Mas desceu um nível na escala de alerta da União Internacional para a Conservação da Natureza, segundo a mais recente revisão da sua Lista Vermelha das espécies ameaçadas, divulgada esta terça-feira. Continuar a ler

Anúncios

Primeiro hospital veterinário solidário abriu portas

SOS AnimalBlasting News

Sandra Duarte Cardoso abriu ontem o primeiro Hospital Veterinário Solidário na Estrada Paço do Lumiar, lote R4, loja A 1600-545, em Lisboa. Este hospital irá funcionar das 9 às 21 horas (de segunda-feira a sábado) e irá ainda dispor de um horário de urgência de segunda-feira a domingo, das 21 às 9 horas. A construção deste hospital demorou cerca de três anos e meio. As obras, devido às más condições do local, e devido aos poucos financiamentos, foram feitas “aos poucos”. Foram financiadas por ações pontuais, por doações e ainda pela própria família de Sandra. Após a conclusão das obras foi necessário esperar mais de 9 meses para a Ordem dos Médicos Veterinários dar luz verde à sua abertura. Isto é, foi passada uma acreditação do responsável para a tão esperada abertura do Hospital Veterinário Solidário. Continuar a ler

GNR abriu inquérito por causa do gato de Mourão, que afinal não morreu queimado

Screen Shot 2015-06-27 at 3.37.04 PMPúblico

Na sequência de várias denúncias enviadas quer para a GNR, quer para o tribunal de Vila Flor, no distrito de Bragança, foi aberto um processo-crime contra incertos depois de ter sido divulgado um vídeo nas redes sociais sobre a tradição da queima do gato na aldeia de Mourão.

Ao PÚBLICO, fonte da GNR de Bragança confirmou que já estiveram militares na aldeia a “recolher indícios” depois de o caso ter causado grande indignação na internet. Continuar a ler

Portugal tem onze linces a viver em liberdade

lince ibericoPúblico

Por Ricardo Garcia

Portugal já tem onze linces ibéricos a viver em liberdade e deverá ter mais até ao final deste ano. Em Outubro serão planeadas, juntamente com Espanha, novas solturas de casais desta espécie (Lynx pardinus), que é única da Península Ibérica mas que tinha praticamente desaparecido ao longo do século XX.

Não faltam linces para soltar. Os centros de reprodução em cativeiro existentes em Portugal e Espanha – ao abrigo de um projecto comum de reintrodução do lince na natureza – estiveram mais activos do que nunca este ano. Nasceram 53 filhotes, dos quais 13 no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, em Silves, o único em Portugal. Continuar a ler

Chinesa viaja 2.400 quilómetros para salvar 100 cães de festival gastronómico

caoGreen Savers

Todos os anos, a cidade de Yulin celebra a chegada do Verão com um festival gastronómico que implica a caça, matança e consumo de cerca de 10.000 cães. O festival, cada vez mais criticado fora mas também dentro de portas, realiza-se por estes dias, mas cerca de 100 cães não irão participar.

Tudo devido à acção de Yang Xiaoyun, uma professora reformada de 65 anos que, segundo o Bored Panda, viajou desde Tianjin, onde gere um abrigo para animais, para gastar €990 a salvar cerca de 100 cães da morte certa.

Há muito que se conhece a tradição chinesa que implica o consumo de carne de cão, mas o festival Yulin tem recebido um enorme mediatismo por parte da comunidade internacional, que promove cada vez mais eventos, acções e campanhas para acabar com a celebração. Continuar a ler

Assembleia da Madeira quer proibir abate de animais de companhia

cao gatoNotícias ao Minuto

A Assembleia Legislativa da Madeira aprovou hoje, por unanimidade, uma proposta de decreto legislativo regional da autoria do PCP/PEV, que proíbe o abate de animais de companhia na Madeira.

Por proposta do PSD, do CDS-PP e do PCP/PEV o diploma baixou à comissão, para serem “corrigidos alguns conceitos” e introduzidos um sistema de contraordenação e a criação de um centro regional de esterilização.

Na discussão, a deputada Sílvia Vasconcelos, da bancada do PCP/PEV, disse que se registou, em 2013, “uma média assustadora e vergonhosa de quatro animais por dia” recolhidos e abatidos nos canis na Madeira, pelo que considerou que deve haver “tolerância zero” nesta matéria. Continuar a ler

LPN constitui-se assistente do processo-crime associado à morte de fêmea de lince

lincePúblico

O uso ilegal de venenos no controle de predadores continua a provocar a morte de exemplares de espécies protegidas em Portugal. No ano em curso já foram registados envenenamentos de águias, abutres e de um lince-ibérico fêmea no passado mês de Março no Vale do Guadiana, em Mértola. Dada a dimensão do fenómeno, a Liga para a Protecção da Natureza (LPN) “apela à acção firme da sociedade civil e do Estado Português” na luta contra o uso ilegal de venenos, ao mesmo tempo que decidiu “constituir-se como assistente no processo-crime”, na sequência da morte de um lince-ibérico fêmea.

O uso continuado de iscos tóxicos tem efeitos mais nefastos quando provocam a morte de espécies protegidas e ameaçadas de extinção tendo como propósito, na maioria dos caos, a defesa de espécies cinegéticas como o coelho bravo e a perdiz vermelha. A LPN  diz em comunicado que pretende colaborar com o Ministério Público “na investigação, dedução e sustentação da acusação” destacando “os riscos e dificuldades inerentes à reintrodução de uma espécie silvestre” e a “relevância” das libertações de lince-ibérico. Continuar a ler