Candidata do Livre/Tempo de Avançar confessa que matou gatos à bomba [editado, inclui desmentido]

ng2467262Da Redação

Nota: como referimos abaixo, o título da notícia reflete uma interpretação de uma declaração da candidata que foi desmentida pela própria. Decidimos manter o texto da notícia original, acrescentando no fim o esclarecimento que recebemos da candidata, para que ficasse clara a sequência dos acontecimentos. Em momento algum quisemos transmitir informações erradas e por isso contactamos o partido em causa para nos enviar uma resposta, que publicamos integralmente.

No Jornal da Noite da SIC a cabeça de lista do Livre/Tempo de Avançar por Setúbal, Isabel do Carmo, falou das suas atividades bombistas de resistência à ditadura fascista e contou, entre risos, um episódio em que resolveu matar gatos à bomba:

Não tinha medo dos explosivos mas tenho medo de gatos. E acontece que a garagem onde ia por os explosivos tinha gatos. E então eu peguei naquilo, atirei lá para dentro (risos) para ver se me via livre dos gatos, fechei a porta e tive muito mais medo dos gatos do que dos explosivos ou da PIDE que me tivesse seguido (vídeo).

Ficamos a saber que para esta candidata a deputada os gatos são mais assustadores que a polícia política do fascismo e que as suas fobias se resolvem matando gatos à bomba.

Isabel do Carmo, endocrinologista, é presença regular em reportagens da SIC sobre nutricionismo. No passado já deu a cara várias vezes em reportagens televisivas para atacar o vegetarianismo/veganismo, recorrendo à sua autoridade como médica, mesmo sabendo (ou tendo a obrigação de saber) que o consenso no nutricionismo indica claramente que os produtos de origem animal são componente opcional e não obrigatória numa dieta equilibrada.

Adenda: Várias pessoas deixaram comentários discordando da nossa interpretação das declarações de Isabel do Carmo e argumentando que a médica apenas referiu ter deixado explosivos numa garagem e não tê-los detonado. A expressão “para ver se me via livre dos gatos” indica outra interpretação, contudo. Já solicitamos esclarecimentos da parte do Livre/Tempo de Avançar e publicaremos a resposta que obtivermos.

Adenda: Após termos contactado a candidatura do Livre/Tempo de Avançar, recebemos uma resposta da Dra. Isabel do Carmo em que nega ter morto os gatos e que publicamos integralmente abaixo. Após lermos a resposta chegamos à conclusão de que, apesar de a citação que transcrevemos ser correta, a interpretação que fizemos da mesma não foi.

Quero esclarecer que uma interpretaçao completamente deturpada de uma notícia da SIC feita pelo blog “Espaço NOA”, levou à divulgação da ideia que eu teria matado gatos à bomba.

Só faltava esta nota macabra no espectáculo da campanha eleitoral.

O que relatei na reportagem da SIC,quando me foi perguntado se tinha mexido em explosivos no contexto das Brigadas Revolucionárias no tempo da ditadura, foi que um dia tinha transportado explosivos para serem armazenados numa garagem para depois serem utilizados. E que ao abrir a porta da garagem, me deparei com vários gatos – animais de que tenho fobia.

Desse modo “atirei” lá para dentro com os caixotes e fechei a porta.

Os explosivos só explodem se forem ligados a detonadores.Os gatos ficaram intactos e os explosivos também.

A história servia apenas para demonstrar que o medo é irracional: eu tinha mais medo dos pobres bichinhos do que de ser apanhada com explosivos.

Isabel do Carmo

86 thoughts on “Candidata do Livre/Tempo de Avançar confessa que matou gatos à bomba [editado, inclui desmentido]

  1. Ela não diz isso, apenas refere que tinha medo de gatos e que era sempre desajeitada e veloz a arrumar os explosivos por ter a garagem cheia deles. Nunca diz que matou gato algum.

  2. Q disparate, quem ouve a peça vê bem q ela n diz nada disso. Pensava q isto era 1 site sério, mas afinal parece q só querem escandaleira. Q pena.

    • Vocês que querem proteger os animais ainda não pensaram que o mais importante desta notícia são os explosivos?
      Para que eram os explosivos? Para matar quem?
      Como é que se pode admitir que alguém ande a por explosivos seja onde for?
      Como é que a Isabel do Carmo nunca foi presa?
      Andar a passas explosivos é inócuo?
      Tanto as pessoas do NOA como os que defendem a Criminosa do Carmo deviam ir dar banho ao cão e calar-se!
      Estou farto de estúpidos!!!

    • Aqui não há escandaleira nenhuma, oh Broazinho. Factos. A senhora fez parte, com o marido (o chefe), de um grupo criminoso, pelo que estiveram presos uns anos. Lê e aprende primeiro, para não meteres a pata na poça!!!

    • Lê os meus esclarecimentos acima. Não caias na esparrela que gente deste tipo (Isabel do Carmo), te estende, para se servirem da tua ingenuidade. São criminosos, de facto. Por isso, foram parar com os costados ao Páteo do Aljube (prisão em Alfama), já desactivada!!!

  3. É triste a SIC dar espaço de antena a pessoas que declaram abertamente que maltratam animais. Ainda por cima, é uma presença recorrente no canal… Arranjem outra endocrinologista, sff.

    • O Balsemão, que é um rendido à social-democracia, agora socialista, preparando-se, à socapa, a junção dos socialistas sociais democratas, com os PSDs, que renegaram já, o Partido Popular Democrático (PPD)… entregou, há muito, a direcção do Grupo, à esquerdalha. A Nádia, não me diga, que não reparou ainda, no verdadeiro conteúdo de programas, como o EIXO DO MAL, Quadratura do Circulo, e outros, para além das constantes intervenções avulsas, com destaque para a ANA da SicN, etc. Devemos estar atentos, a todas estas movimentações, para percebermos o que se vai passando por aí, e podermos, naturalmente, proceder em conformidade !!!

  4. Espero que os vossos leitores sejam mais cuidadosos e tenham o cuidade de ir ouvir a entrevista antes de repetir a falsidade que resolveram apregoar neste título. E relembro que a função do jornalismo – se por acaso é isso que pretendem ser – é relatar factos e não inventá-los. Se a intenção, no entanto, é fazer contrainformação, então continuem porque com uma mentira destas pode até ser que ganhem um prémio PàF.

  5. Não é verdade, Isabel do Carmo ia levar explosivos para a garagem dum militante
    para os guardar. O problema foi que encontrou os gatos. Fez a entrega da mercadoria e fugiu. Não matou animais alguns.

  6. É vergonhoso este post…Mas estarei maluco ou ela não diz q os mata?! ela tinha q guardar os explosivos na garagem mas tinha medo de lá entrar. Anda tudo doido…

  7. Este título é gravíssimo! Onde está a vossa capacidade de interpretação? Felizmente há vídeo no qual qualquer pessoa minimamente inteligente percebe que ela não faz este tipo de declaração. Apenas diz que tem medo de gatos. Todos temos o direito de ter fobias! Em momento algum ela diz que rebentou com os gatos. Faria sentido rebentar com o próprio armazém? Adoro animais e se ela tivesse feito o que vocês dizem, seria a primeira a reclamar… Mas sinceramente neste caso… Se vocês forem processados por difamação, merecem-no.

  8. Que grandessíssima Besta, mandar explosivos para uma garagem para matar gatos! Grande exemplo Livre! Se o partido pela qual concorre tiver princípios remove este ser imediatamente das suas listas. Quem atenta contra uma vida, seja ela de 4 ou 2 patas, não tem dignidade para representar nada, tem muito sim, que aprender. Especialmente a ser humana e de facto livre! Demissão para este Fóssil JÁ!

    • Já dizia Einstein “há duas coisas que são infinitas: O Universo e a estupidez humana, mas não estou certo em relação à primeira”

      1º-Se não sabe, Os explosivos só rebentam se forem activados. 2ª-Se se der ao trabalho de ver, com atenção, a entrvista vai perceber que a Sra tem uma fobia (sabe o que é?) com gatos. 3º-Conforme a Dra Isabel do Carmo afirma a única pessoa que morreu devido aos explosivos que usavam (para que hoje podessemos estar aqui a falar em liberdade) foi um camarada dela aos manusiá-los.

      1º-Ler
      2º-Pensar
      3º-Opinar

  9. Atirei os explosivos lá para dentro e fechei a porta… Dá a impressão de ter sido ora para os assustar ora para os matar. Tinha mais medo dos gatos que dá pide. Seja como for, grande disparate.

    • Maria um disparate está a Senhora a dizer, nem sequer sabe o que é um explosivo, nem sequer sabe o que é TNT, ou gelomonite plastico. qualquer destes explosivos só faz explosão se ligados a um detonador eléctrico e não com fogo, e se ela detonasse um bocadinho que fosse de qualquer destes explosivos a casa ia abaixo de certeza, nestes comentários ninguém sabe o que está dizendo, não percebem nada de nada, o que a Isabel do carmo disse e eu confirmo, pois privei com ela antes do 25 Abril nas PRP-BR, ela sempre teve medo de gatos é uma fobia que qualquer pessoa pode ter, vou te fazer aqui uma confidencia para saberes o que ela fazia, chegou a transportar detonadores eléctricos na vagina, este podiam rebentar por simpatia, e lá ia a Isabel do Carmo há vida, esta Mulher é uma Guerreira anti-Fascista que combateu o regime do salazar e da pide.

      • Tchiii, uma “guerreira antifascista”! Uma lunática que teria assassinado muito mais gente se a tivessem deixado. Ela e o barbudo que com ela andava. Aqui têm, com os recortes de jornais da época, que não deixam mentir! E vejam se era só antes do 25A! Eles eram uns lunáticos extremistas que queriam implantar uma ditadura de extrema-esquerda. Assim como o papá das meninas Mortáguas que agora têm uns tachinhos simpáticos no Parlamento e também negam que o papá tenha sido terrorista. Acho que deviam todos ir estudar a definição de terrorismo. Fazia-vos bem! A começar pela malta do Livre que aqui vem defender as suas damas! Fascistas são eles, além de bombistas efectivos ou por aspiração!

        http://portadaloja.blogspot.pt/2013/09/isabel-do-carmo-revolucionaria-das.html

  10. Pingback: Há limites | O Insurgente

    • Claro. As BRs mataram apenas pessoas nunca lhes passaria pela cabeça executarem gatos. Ainda passavam a ser conhecidos pelos “mata-gatos”

  11. Enfim, o fascismo de opinião volta a atacar. O que a senhora disse na reportagem e o que teve que esclarecer por má fé deste blog/espaço noticioso (?) era demais evidente. No entanto e por a senhora ter uma opinião legitima (gostava de saber o que abrange para si a palavra consenso) sobre algo que contraria as ideias deste autor e por já ser portanto um ódio de estimação nada como criar polémica. Tudo vale menos ter uma opinião contrária, ainda para mais quando não ilegítima e suportada. Tens que fazer como te digo porque sim. Mas o propósito foi conseguido, a mentira foi difundida e o circo continuará nas redes sociais. Cada um é livre de fazer o que quiser. Há quem tenha vergonha e assuma a culpa e aja consequentemente e há quem não tenha princípios e não aja em conformidade até porque o objectivo nunca foi esclarecer…
    Ficamos então com um titulo com uma mensagem que nos diz que o texto foi editado e depois um corpo de noticia decorrente de uma opinião errada e mal intencionada do autor e depois duas adendas a confirmar que o corpo do texto está errado e é fruto de uma má interpretação e intenção do autor. Até tinha vergonha de assinar a noticia.

  12. Acho absurdo algum do discurso acerca desta terrorista.
    Uma pessoa que mete bombas SABE que podem morrer pessoas. Não adianta ela dizer que “eram para assustar” ou outra coisa qualquer. O que não falta é gente que morre por estar no sítio errado, na hora errada (nas mãos de gente como esta senhora). Portanto, esta senhora SE está disposta a usar bombas, deve ter a noção de que pôs vidas em risco. Aliás, ela própria explica (com pesar) que dois companheiros morreram ao manipular explosivos. Quando alguém põe bombas ou agarra numa arma, DEVE estar disposto a matar – caso contrário envie antes cartas de protesto.

    Agora o que eu acho incrível é a “limpeza” da imagem desta potencial assassina só pelo facto de ser de esquerda. Então matar capitalistas ou burgueses é aceitável? Parece que sim, afinal, as intenções desta senhora (e outros como ela) eram lindas! É uma romântica! É uma sonhadora! É uma heroína.

    É uma assassina (de esquerda) tão vil quanto seria se o seu partido fosse de extrema direita.

    E não me interessa se ela quis matar ou matou gatinhos (ou seres humanos, já agora). O importante é que houve um tempo em que esta senhora andou a plantar bombas que podiam ter causado muita dor e sofrimento a muita boa gente. E hoje ri-se dos “bons tempos” e pavoneia-se. E reclama dos pobrezinhos enquanto ganha um salário de médico (ou uma choruda pensão para a qual não descontou em conformidade).

    Esta senhora é uma vergonha. E as pessoas que apoiam esta senhora são uma vergonha.

    • E, conheço um caso e posso citar o nome. de um militante que se queria desvincular e foi executado ? Numa montagem de uma peça de teatro chunga ? Sabia de mais.

      • Só os inocentes idealistas que nunca leram livros nem querem saber nada do passado é que não sabem que morreram montes de militantes comunistas executados friamente pelos próprios comunistas, apenas para que nada pudessem contar sobre a organização clandestina que tinham em Portugal. O que essa genteca não diz é que morreram muitos comunas durante o salazarismo, mas a maior parte não foi vítima do regime, foi dos queridos colegas que não admitiam dissidentes e tratavam de os eliminar (assim como aconteceria com Humberto Delgado, sobre cuja morte se acusa a pessoa errada – mas isso investiguem e puxem pela cabeça pista: bando de Argel). Nunca viram o filme sobre a frente alemã na URSS? Viram como os comissários comunistas se colocavam por trás da linha da frente, não a ajudar no combate, mas a abater os soviéticos que quisessem desertar? Os métodos estalinistas são assim… embora, com o tempo, apareçam maquilhados e enfeitados…

      • Olhem aqui o que diz este Rui sobre a LUAR, a que pertencia o pai das Mortáguas (que também atacou herdades no Alentejo para se apropriar do que tinham e hoje é um grande latifundiário nessa mesma zona e até desvia fundos comunitários locais e tudo, como saberão se procurarem bem na Net e forem falar com pessoas da localidade onde vive):

        Rui Moringa disse…

        Por volta do 25 andava no Liceu. Sou filho de um trabalhador.É mais uma prova de que os filhos dos trabalhadores podiam subir no dito ascençor social. Depois do 25 assisti, como muitos de nós, a autenticas lavagens ao cerebro entre os estudantes, cavalgadas pela ânsia de “democracia”. No antes do 25, ingenuamente, queimava no recreio grande (20 minutos) os panfletos atirados ao ar pelos gajos da esquerda que falavem sempre dos Mello e dos Champalimaud. Zangavam-se comigo mas não tinha coragem de me ir aos “focinhos”.
        Depois do 25 nunca aderi a greves sem sentido e cheguei a dar “proteção simbólica” a professores honestos que outros alunos queriam expulsar.
        Cheguei a ver os gajos da Luar armados na baixa do Porto de G3 e a enfrentar barreiras populares nos acessos ao Porto quando ia para as aulas.
        Tudo gente muito democrática como a Isabel do Carmo!!!
        Hoje, praticamente não leio jornais. São uma desgraça a todos os níveis. Má escrita e relatos de factos de cacaracá.
        Ás vezes o José traz à memória os jornais de antanho que também li.
        Em 76 do Séc. passado era tropa especial e vi coisas nalguns quartéis que visitei em serviço e que eram do exército e que eram de bradar aos céus. Desde droga a gamanço e todo o tipo de jabardice. Só deixei a tropa (oficialmente) aos 55 anos. Entre os 23 e os 55 anos tive a minha vida profissional mas com “ligações informais” à minha unidade de elite.
        Nos anos de 70 e 80 ajudei a “sossegar” alguns revolucionários que sonhavam com amanhãs que cantam.
        Os extremos ideológicos sempre na senda do purismo, manipulam e distorcem as verdades que não lhes convém.
        Parabéns pelo blog,
        Cumprimentos

  13. Tudo neste texto é grave: a deturpação das palavras da Isabel do Carmo; o título dado ao texto; a manutenção do título (com o acrescento ‘editado’) após o reconhecimento de que foi feita a deturpação completa das palavras da médica e candidata do Livre/Tempo de Avançar. Não vale tudo na política – nem nas redes sociais! E as críticas sobre posições anteriores da nutricionista Isabel do Carmo e a manutenção do título sensacionalista do post revelam que isto não decorre de um ‘erro de interpretação’ e sim de uma clara intenção de ataque. Ficámos assim a saber mais sobre a redacção deste espaço do que sobre a Isabel do Carmo…

  14. A redacção não pode ser pessoa de bem, ou então, é como os jornalistas do Correio da Manhã e gosta de fazer títulos sensacionalistas. Facto é que escreveu um artigo tendencioso depois de ver a entrevista na diagonal e mesmo depois do contraditório a explicar, manteve o titulo.
    O objectivo é claramente o de denegrir a imagem de Isabel do Carmo como sendo “a Cruela portuguesa” que mata gatos à bomba e defende uma alimentação que contenha proteína animal.
    A ética, seja ela jornalística ou não deve sobrepor-se à ideologia e o autor do texto falha e não se redime.
    Defendendo eu causas ambientais, ecologistas e em defesa dos animais, estou certo que o caminho não é o aqui usado.

  15. Só o facto de ser militante de um grupo terrorista que usou explosivos para passar a sua mensagem e de vir declarar que tem fobia de gatos, é mais que suficiente para não ter respeito por essa criatura, mesmo que tente argumentar que não matou os bichanos.

  16. Então mas está tudo a endoidecer?!… Alguém afirma orgulhosamente e achando uma piada tremenda ter usado/transportado explosivos, seja lá porque motivo tenha sido, e a notícia e a preocupação é se os gatos morreram ou não?!…Mas que mundo andamos a criar?!…Está tudo a perder a noção?!…Usar explosivos?!…Repito, EXPLOSIVOS?!… Para defender causas?!…Então mas desde quando é que as nossas causas e os nossos direitos devem ser defendidos com EXPLOSIVOS?!… Queremos dar razão ao Estado Islâmico e organizações terroristas do mesmo calibre?!… Eles também dizem que usam explosivos para defender causas!… E os fundamentalistas dos animaizinhos só se preocupam com os gatinhos, não querem saber do uso de EXPLOSIVOS e dos danos que isso pode ter causado, ou causar, às pessoas, à sociedade, a nós próprios?!… Há pessoas que não merecem ser tratados como humanos (até devem ficar ofendidos), e este episódio, a forma como foi noticiado, bem como a maior parte dos comentários mostra isso, em parte. Envergonhem-se!… Façam um auto-exame para ver se ainda há cura, e já agora pensem bem se querem votar num partido que não se coíbe de ter nas suas listas pessoas que acham que as causas e os problemas se podem defender usando EXPLOSIVOS.

      • Não o conhecia tão maquiavélico. Esta mentalidade bombista – não solicitada pelo povo Português – matou muitos inocentes. Matou certamente mais do que as zero vítimas que fizeram os defensores dos animais – apesar das mentiras do Daniel. O sr. deixe de ser tão condescendente com os seus semelhantes. Os verdadeiros defensores dos animais não são tão incultos nem tão estúpidos como o sr. gostaria. Quanto aos totós que fazem comentários infelizes nas redes sociais, não se esqueça, há-os de todas as cores.

      • Pois, e até foram os explosivos e os atentados bombistas (que vitimaram pessoas, diga-se) que fizeram o 25 de Abril e nos livraram da ditadura! E até era com explosivos que devíamos ter posto a Troika fora do país! E até era com explosivos que devíamos tirar Passos Coelho do governo! E até é com explosivos que devemos fazer a pesca da sardinha!…

        Eu sei que você e alguns dos seus camaradas até defendem coisas dessas, como se nota por essa sua justificação, mas pelo menos guarde esses pensamentos para si e fale apenas dos gatinhos. Não queira justificar o injustificável, pelo menos, para o que o comum dos mortais ainda vai pensando. Se assim continua, se continuam a dar voz a quem assim pensa, está visto que mais tarde ou mais cedo isto vira uma democracia de pirómanos. Viva a pirominocracia!…

  17. É inadmissível que o título da notícia continue inalterado e que o desmentido venha escondido numa adenda. Ao menos ponham um primeiro parágrafo explicando que saltaram para uma conclusão errada e que o que se segue é uma interpretação desmentida..

  18. Este tipo de notícia, em termos jornalisticos, vale um monte de merda. Quem distorce desta forma uma declaração clara e inequívoca nunca pode ser jornalista. Ou é estúpido, ignorante ou fá-lo prepositadamente, todas as hipoteses são más. Se é estúpido não deveria ser jornalista, se é ignorante não deveria falar do que não sabe, se foi propositadamente, então é a soma das duas 1ªs hipoteses, também não poderia ser jornalista.

  19. essa gaja, só assim eu a possa tratar, isto para não ser muito mal
    criada se não suporta animais ao ponto de os matar nunca poderá ser uma pessoa capaz de liderar o que quer que seja, para mim ela poderá liderar é no inferno, isto se o demónio deixar ,tenho dito i

  20. Quero lá saber do título ou dos gatinhos. Essa puta de terrorista devia estar na cadeia pelo que fez e tentou fazer.Tendo sido julgada e condenada, foi amnistiada e ainda recebeu uma medalha pelo “PR” Jorge Sampaio!
    Os mortos e seus familiares vítimas das FP-25 agradecem…

  21. Esta notícia e título estão, inequivocamente, erradas. E por esse motivo devem manter-se como estão, retirar-se a adenda e recusar direito de resposta. É mais que justo que a oposição a esta gente se faça com as armas que eles próprios escolheram para a guerra – a mentira e a calúnia.
    Hoje em dia, gente como Isabel do Carmo e Daniel Oliveira – ambos do Livre – mentem e usam todos os truques retóricos para manipular dados científicos e deturpar a imagem dos defensores dos direitos dos animais – muitos destes activistas trabalham sem ego e voluntariamente para o bem alheio – e não para protagonismos político ou mediático.
    Daniel Oliveira, um indivíduo com desmedida representação nos media comparativamente à expressão política das suas ideias, é o campeão desta classe e dos que mais se esforçam para fazer parecer que os genuínos defensores dos direitos dos animais são uns selvagens violentos e incultos. O que o senhor Daniel Oliveira e outros gostariam mas não podem negar (porque essa história já está escrita) é que durante os anos 70, a extrema esquerda radical e as suas bombas mataram neste país muitos inocentes – supostamente em nome do conceito de liberdade, não dos portugueses, mas deles, de Mao ou doutro lunático qualquer.
    Infelizmente, a luta dos activistas dos direitos dos animais tem que ser também contra pessoas destas – para que um dia se possa contar a nossa vitória e não a deles.
    Sou de Setúbal e de esquerda e não só não voto no Livre como faço campanha junto dos meus conhecidos e amigos contra o Livre – mas só porque o Livre tem alguma gente desta.
    Hoje, foram obrigados a civilizar-se mas recusam ideias progressivas descansados que estão na sua estagnação burguesa. Estou ansioso por saber o que eles pensam do novo Labour no Reino Unido – verdadeiramente de esquerda – que teve a coragem e ousadia de ter como secretária da agricultura uma vegana e incansável activista dos direitos – dos direitos dos homens e dos animais.

    • Acima escreveram:
      “esta Senhora de terrorista nada tem, era uma Combatente ao regime do salazar, que arriscava a vida, para combater a pide e o salazar, fazendo várias explosões a material de guerra que ia para a guerra colonial”

      Afinal não são só os neo-nazis que fazem revisionismo histórico, os da extrema-esquerda também! Tudo farinha do mesmo saco, é tudo MERDA!

      • Verdade, e será que eram eles que combatiam a PIDE ou a PIDE é que existia para combater os terroristas? Está por apurar.

  22. Esta sra e uma fraude. Explosivos? So os terroristas os usam Por isso vc e uma terrorista. Pessoas como vc sao um perigo para a sociedade. Devia estar presa.

  23. Pingback: Um ecologista que disfarça bem! | Diário do Concelho de Azambuja

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s