Salsichas, bacon e enchidos são cancerígenos, diz a OMS

carnePúblico

Nota de Redação: Mais evidência dos perigos do consumo de carne para a saúde, que é negligentemente escamoteada pela DGS.

A ingestão de carne processada é cancerígena e a de carne vermelha provavelmente também, alertou esta segunda-feira um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Neste seu mais recente relatório sobre o cancro, tornado público esta segunda-feira, a OMS, através da sua Agência Internacional de Investigação do Cancro (IARC), colocou as salsichas, o bacon e o presunto (entre outras carnes salgadas ou fumadas) no mesmo grupo de substâncias cancerígenas (“grupo 1”) que o tabaco, o amianto e os gases de escape emitidos pelos motores a gasóleo. A decisão prende-se com o facto de que existem “provas suficientes de que, nos humanos, o consumo de carnes processadas provoca cancro colo-rectal”, especifica a IARC num comunicado. Também foi detectada uma associação entre o consumo de carne processada e o cancro do estômago. Continuar a ler

Costa Rica anuncia que fechará todos os zoológicos e libertará animais

zoo macacosYahoo! Brasil

A Costa Rica mais uma vez se mostra à frente quando o quesito é cuidado com o meio ambiente e os animais. O país já é referência quando se trata de fontes alternativas de energia e agora se mostra mais uma vez pioneiro na extinção de algo que talvez jamais devesse ter existido: zoológicos.

Passar uma tarde passeando entre jaulas com animais retirados de seus habitats naturais pode parecer algo comum, pela tradição disso. Porém não é nada inteligente nem bondoso do ponto de vista ecológico. Continuar a ler

Fundo equiparado a “seguro de saúde” para animais proposto pelo PCP

pcpDN Madeira

O grupo parlamentar do PCP na Assembleia Legislativa da Madeira apresentou esta manhã uma proposta de diploma que visa a criação de um fundo de compensação para garantir acessibilidade à saúde dos animais.

A iniciativa foi apresentada pela deputada Sílvia Vasconcelos, que considerou que este fundo se “equipara a uma seguro de saúde” e vai permitir que as pessoas detentoras de animais com dificuldades possa fazer face a esses problemas. A parlamentar referiu que se trata de um “incentivo direto para salvaguardar a saúde pública”, sendo também para a adoção de animais e combate ao abandono de animais.

Movimento cívico diz que a tourada à corda não é “digna” de classificação da UNESCO

tourada a cordaDN

Para o MCATA, tentativa de classificar a tourada à corda não passará de uma “absurda perda de tempo e recursos”

O Movimento Cívico Abolicionista da Tauromaquia dos Açores (MCATA) considerou hoje que a tourada à corda não é “digna” de figurar como Património Cultural Imaterial da UNESCO, acrescentando que vai procurar “travar” qualquer tentativa de classificação. Continuar a ler

PAN contra venda de animais na Feira dos Passarinhos

logopanPorto24

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) organizou uma manifestação na segunda-feira à noite no Porto contra o regulamento da Feira dos Passarinhos que a Câmara propôs e que, mais tarde, a Assembleia Municipal aprovou.

A manifestação decorreu junto ao edifício da câmara, antes da reunião da Assembleia Municipal que aprovou o novo regulamento, que contempla a “comercialização de outros animais de companhia para além das aves” na Feira dos Passarinhos, argumentando que isso já é uma prática. Continuar a ler

Ecoturismo ameaça deixar animais demasiado mansos, diz pesquisa

leaoDiário Digital

Do ponto de vista dos animais que estão no seu habitat natural, o ecoturismo talvez seja uma má ideia, pelo menos da forma como é praticado hoje, adverte um grupo de cientistas.

Para os investigadores, é preciso levar em conta a possibilidade de que o contacto recorrente com seres humanos acabe por alterar os padrões de stresse e vigilância das espécies selvagens, tornando-as, para todos os efeitos, excessivamente mansos. Com isso, poderiam tornar-se uma presa fácil tanto para caçadores humanos quanto para os seus inimigos naturais. Continuar a ler

Cerca de 300 pessoas juntam-se em Lisboa pela defesa dos animais

Logo AnimalPúblico

Cerca de 300 pessoas juntaram-se neste sábado, em Lisboa, pela defesa dos direitos dos animais, numa iniciativa organizada pela associação Animal, que quer o termo do financiamento das touradas pelo Estado e o fim dos animais nos circos.

Em declarações à agência Lusa, a presidente da associação Animal, Rita Silva, explicou que esta é uma iniciativa organizada anualmente, que tem como grande objectivo mostrar que a defesa dos direitos dos animais não é uma causa menor. Continuar a ler