Município de Braga em condições para iniciar esterilização de animais errantes

gato caoCorreio do Minho

O canil e gatil de Braga está já em condições de iniciar uma acção de esterilização de canídeos e gatídeos. Com um investimento de cerca de 50 mil euros no oficialmente designado Centro Municipal de Recolha Oficial de Animais de Companhia, a empresa municipal Agere dispõe agora de instalações e equipamentos para, através da esterilização, controlar as populações errantes destes animais no concelho.

Ontem, o Município procedeu à inauguração das obras de ampliação e melhoria do canil/gatil municipal, estrutura que vê aumentada a capacidade de acolhimento e passa a dispôr de uma sala de esterelização, enfermaria e áreas de recobro e quarentena.
A administração da Agere considera que a ampliação e melhoramentos introduzidos no canil/ /gatil conferem a este equipamento as condições necessárias à recolha e tratamento de animais errantes, seguindo as exigências legais para os Centros de Recolha Oficial.

O administrador Rui Morais admite que a população de animais errantes e o objectivo de reduzir ao estritamente necessário a abate de cães e gatos obrigará a um novo aumento da capacidade do canil/gatil localiza- do na Rua da Depuradora, em Real.
Actualmente, este Centro de Recolha Oficial dispõe de 27 boxes para gatos e 32 boxes para cães, mais 17 e sete, respectivamente.

“Recebemos um canil com boas infra-estruturas mas que não estava, em termos de boxes, adaptado às necessidades de Braga. Conseguim os alargar essa capacidade e terminar assim com situações de abate. Investimos igualmente na esterilização animal, o que coloca Braga no número restrito de concelhos que dispõe desse serviço que irá contribuir para atingir uma situação de controlo relativamente ao número de animais errantes”, assumiu ontem Rui Morais, administrador executivo da Agere.

Por seu lado, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio defendeu a necessidade de um equipamento como o canil/gatil para o acolhimento dos animais errantes, diminuindo, assim, os riscos para a saúde pública e para os próprios animais.
O edil afirmou, na visita às instalações do canil/gatil municipal que, “quando confrontados com a necessidade de recolher animais, é importante pensar no passo seguinte, que passa por desenvolver campanhas para promover a sua adopção responsável”.

Ricardo Rio referiu as parcerias com as associações de defesa dos animais, nomeadamente a ABRA-Associação Bracarense dos Amigos dos Animais e a SOS Animal, que “têm papel fundamental na sensibilização da população para a possível adopção”.
O autarca garantiu que o Município trabalha “para ter o mínimo de animais sem proprietários nas ruas e no Centro de Recolha Oficial”.
Ontem, Ricardo Rio apelou aos cidadãos para não abandonarem os seus animais de estimação, um fenómeno que tende a aumentar neste período de férias de Verão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s